domingo, novembro 30, 2014

Feeling Good (acoustic guitar cover) - Susana Silva - Busking

La clase media ya no es la burguesía | Babelia | EL PAÍS



Análise oportuna, bibliografia atualizada. A ler e a pensar.

Aumentan las evidencias de que los cambios más profundos (políticos, económicos, sociológicos, ideológicos…) de la Gran Recesión sólo están empezando a hacerse notar. Entre ellos, una estratificación social que puede definir un mundo en el que entre el 10% y el 15% de los ciudadanos será rico y gozará de un buen nivel de vida, mientras gran parte del resto tendrá sus salarios prácticamente estancados o incluso descendentes en términos monetarios. Algunos analistas entienden que esta polarización supondrá el final de la sociedad liberal o, más ampliamente, el final de la democracia.


La clase media ya no es la burguesía | Babelia | EL PAÍS

sexta-feira, novembro 14, 2014

As intimidades do mundo



Para apalpar as intimidades do mundo é preciso saber:
a)Que o esplendor da manhã não se abre com
faca
b)O modo como as violetas preparam o dia
para morrer
c)Por que é que as borboletas de tarjas
vermelhas têm devoção por túmulos
d)Se o homem que toca de tarde sua existência
num fagote tem salvação
e)Que um rio que flui entre 2 jacintos carrega
mais ternura que um rio que flui entre 2
lagartos
f)Como pegar na voz de um peixe
g)Qual o lado da noite que umedece primeiro.
Etc.
etc.
etc.

Desaprender 8 horas por dia ensina os princípios.


Manoel de Barros

Manoel de Barros

terça-feira, novembro 11, 2014

World Library of Science

Unesco lança biblioteca científica gratuita e multilingue para estudantes!

Início: 10/11/2014. Línguas disponíveis: inglês.

World Library of Science

Taxa de mentira


" Acontece com os intelectuais o mesmo que acontece com a política: o descrédito (e estou a falar da Europa) em que caíram os políticos europeus e portugueses, e não só, é imenso. As percentagens de abstenção nos actos eleitorais são enormes. Porquê? Porque ultrapassámos aquilo que era normalmente admitido, uma certa taxa de mentira, que é própria do discurso político. E ultrapassámos isso com um descaramento extraordinário. O descaramento passou a ser uma das características do discurso político e em Portugal isso é extraordinário. O chico-espertismo português generalizou-se em Portugal. Isso faz com que a população se afaste cada vez mais e não acredite." 
José Gil ( filósofo)
2014

segunda-feira, novembro 10, 2014

A Lâmpada Mágica: Opiniões pessoalíssimas e intransmissíveis - Resumo e conclusões



Ler e partilhar as leituras com outros: isto também se aplica ao que se lê para além da literatura, embora seja mais raro.



Exemplo desta raridade é esta publicação de Jorge Candeias, sobre o material produzido para a Convenção do Bloco de Esquerda, a realizar no fim deste mês em Lisboa, e onde se decidirá o rumo deste partido português nos próximos 2 anos, pelo confronto entre 5 moções.O post agora publicado vale a pena, e dá conta da leitura crítica de dezenas de textos, comentados pelo autor de forma que não apenas nos motiva a ler mais (as suas fontes, todas acessíveis na web) como nos faz pensar, criticamente, escutando outras vozes e formando a nossa própria opinião.



A literacia também se promove pela sua prática. Haja mais exemplos!



A Lâmpada Mágica: Opiniões pessoalíssimas e intransmissíveis - Resumo e conclusões

domingo, novembro 09, 2014

Por ti



ERRATA

Quem é mortal, mente.

Mentirosos, 
ainda mais,
os tais
imortais.

Sem culpa uns e outros.

O verbo morrer
é que é sujeito falso
e de duvidosa acção.

Mais verdadeiro seria
se não fosse verbo.

Ou se conjugasse apenas
em forma passiva: ser morrido.

Como eu,
mais que as vezes que nasci,
fui morrido por ti.

E, assim, findo
num engano de rio:
simulando que morre 
mas sendo água eterna.


terça-feira, novembro 04, 2014

Uma entrevista que diz muito mais que o título que lhe escolheram

MARIA JOÃO MORAIS/JN

Está em marcha o processo de dotar o Podemos de uma estrutura organizativa, na Assembleia Cidadã estatal. Algumas pessoas das bases do Podemos mostram receio de que, com uma maior institucionalização, o Podemos perca um pouco da sua identidade. Isso é uma ameaça?
Tomámos algumas "vacinas" para evitar isso. A primeira é o limite de mandatos. Já não se poderá fazer biografias políticas para além de duas legislaturas. Há também um limite de salários para que ninguém se possa enriquecer com a política. Há um regime de incompatibilidades para evitar que alguns queiram trabalhar na política e depois nas empresas que favoreceram quando estavam no Governo. E estabelecemos uma componente revogatória dos mandatos
Número dois do Podemos diz que "linha que separa direita da esquerda esgotou-se" - JN

Don_t Think Twice, It_s Alright ...

“El maltrato es una enfermedad social injustificable” | España | EL PAÍS



Soledad Cazorla, fiscal general contra la violencia de la mujer. / SAMUEL SÁNCHEZ
"O que a indigna mais nessa base de maus-tratos que reside entre nós? Que haja um sector da população que não entenda que os maus-tratos são uma doença social injustificável. Observo uma agressão subtil: um pequeno sector de homens que querem domesticar a mulher. Ainda acreditam que nascer macho te dá mais direitos. (...)  Talvez me engane: as mulheres maltratadas não estão confiando em nós. Isso doi-me. Um processo é uma incomodidade, seja qual for a jurisdição. Se é penal é um calvário. Estas mulheres têm que contar tudo aquilo por que têm passado, e isso é muito profundo, até chegar à denúncia. E se não denunciam não podemos saber a bolsa de maus-tratos que existe."
“El maltrato es una enfermedad social injustificable” | España | EL PAÍS

segunda-feira, novembro 03, 2014

O problema da produtividade… são as pessoas | Business Analytics Portugal


Numa mistura de português com inglês, num discurso bem-humorado e rápido, cheio de analogias e com exemplos práticos, Nadim Habib, Diretor da Nova School of Business and Economics, subiu ao “palco” do SAS Fórum Portugal 2014, que decorreu em Lisboa, a 7 de Outubro, para explicar os desafios da produtividade.  
A maioria dos “entendidos” dizem que o problema de Portugal assenta na sua falta de produtividade. Que se trabalha poucas horas, que não há investimento (mas também não há dinheiro), que a maioria dos recursos humanos ainda não é qualificada…. São inúmeras as explicações para o estado actual do país e a crise instalada. Nadim Habib tem uma opinião diferente. Para este professor o problema está … nas pessoas.

O problema da produtividade… são as pessoas | Business Analytics Portugal



Vale a pena ouvir. Fluente e incisivo, 30 minutos.

sábado, novembro 01, 2014

Leitura e saúde





A Campanha Nacional de Leitura no Canadá associou-se à CBC para mostrar os benefícios da leitura para a saúde. Através de um infográfico, a campanha defende que ler durante apenas seis minutos pode diminuir o stresse até 60 %, reduzir o ritmo cardíaco e aliviar a tensão muscular, além de alterar o estado da mente. Saiba mais aqui



Campanha no Canadá mostra que a leitura é boa para a saúde - Blogtailors - o blogue da edição